Utentes da região promovem marcha lenta por melhores condições

Utentes da região promovem marcha lenta por melhores condições

Protesto decorre no dia 30 de setembro. Marcha lenta é seguida de uma concentração junto aos Centros de Saúde.

No próximo dia 30 de Setembro, os utentes dos centros de saúde de Alenquer, Azambuja, Alverca, Vila Franca de Xira e Benavente vão realizar um protesto a exigir melhores condições.

Os utentes vão realizar uma marcha lenta, a partir das 17h30, entre as portagens do Carregado e de Azambuja da Autoestrada Norte, seguida de uma concentração em cada um dos centros de saúde pelas 18h30. A ação é organizada pela Comissão de Utentes de Castanheira do Ribatejo e Cachoeiras.

Recentemente foi noticiado que em Azambuja cerca de 80% da população não tem médico de família e várias pessoas estão a ser transferidas para a Póvoa de Santa Iria, a cerca de 50 quilómetros, para ter acesso a uma consulta.

Além do problema da falta de médicos, Armando Martins, representante do movimento cívico pela saúde em Azambuja, alerta também, em declarações à Lusa, que nos centros de saúde da Azambuja e Alenquer não há, por exemplo, ar condicionado, o que leva a que no verão as pessoas sejam atendidas com 35º a 40º Celsius ou que “no inverno não se possam despir por causa do frio”. O protesto pretende por isso reivindicar também melhores condições de atendimento.

Os representantes dos utentes querem ainda enviar ao primeiro-ministro um documento com as várias exigências.

Posts Carousel

Latest Posts

Top Authors

Most Commented

Featured Videos